quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Junho
Quando o sono me é leve
E o tempo não me parece o bastante
Os sonhos terminam antes que a pureza
Me venha ao toque das mãos
O teu simples se perdeu
Próximo do amor vem o ódio
De um carinho que nunca foi meu.

By Everson Russo
evrediçõesmusicais©®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

Um comentário:

Pedro Luis López Pérez disse...

Esa distancia corta que hay entre los opuestos y que en el Amor no quedan al margen.
Preciosa Poesía.
Un abrazo.